Exposição do índice de correia fotorreceptora

O Software na AP deve ser Público

O objetivo principal deste Portal é a disponibilização e partilha de Software que tem sido desenvolvido ou adquirido no contexto do Estado, seguindo a lógica "No Estado, Pelo Estado ou Para o Estado". Esta iniciativa promove a utilização de aplicações reutilizáveis por instituições públicas, por forma a racionalizar custos e recursos.
 
O Portal deve consolidar-se nos seus conteúdos, e constituir ao longo do tempo, o reforço da política de software livre e aberto no setor público.
Esta estratégia reforça o papel do Estado enquanto promotor da otimização de recursos, e potencia a indústria local de serviços, desde a aplicação lógica, a manutenção e melhoria das plataformas, para entregar melhores soluções.

Esta estratégia referencia a importância do Catálogo de Software do Estado , que  promoverá a utilização de software aberto, produzido pelo Estado, privados ou sociedade civil, de acordo com a licença europeia para software aberto, a EUPL, aprovada pela Comissão Europeia.

 

O Software Público no contexto da Racionalização na Administração Pública (AP)

A Resolução do Conselho de Ministros n.º 46/2011, de 14 de novembro, constituiu o Grupo de Projeto para as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), doravante abreviadamente designado por GPTIC.

Em cumprimento da mencionada Resolução do Conselho de Ministros, o GPTIC elaborou um plano global estratégico de racionalização e redução de custos com as TIC na Administração Pública, o qual foi apresentado ao membro do Governo responsável pela área da modernização administrativa. Com efeito, a implementação de uma estratégia global da Administração Pública na área das TIC exige o cumprimento das orientações daquele plano estratégico, cujo objetivo final é conseguir alcançar ganhos de poupança e de eficiência que se antecipam que venham a concretizar -se para todos os ministérios.

Tendo como visão um serviço público de qualidade que comporte custos mais reduzidos para os cidadãos e empresas, e simultaneamente reduza a despesa pública, em especial no âmbito das TIC, são propostas 25 medidas de racionalização, de acordo com os seguintes eixos de atuação: (i) melhoria dos mecanismos de governabilidade, (ii) redução de custos, (iii) utilização das TIC para potenciar a mudança e a modernização administrativa (iv) implementação de soluções TIC comuns, e (v) estímulo ao crescimento económico.

As 25 medidas de racionalização das TIC propostas foram identificadas pelo seu carácter transversal e impacto potencial em toda a Administração, estimando -se que, após a sua implementação integral, poderá proporcionar uma redução até 500 milhões de euros na despesa de funcionamento anual da Administração Central, considerando não apenas as rubricas mais diretamente associadas à gestão das TIC (software, hardware, serviços e comunicações), como outros ganhos de eficiência, nomeadamente na gestão de instalações, recursos humanos e outros custos de funcionamento.

Presidência do Conselho de Ministros, 12 de janeiro de 2012. — O Primeiro Ministro, Pedro Passos Coelho.
 
 
A Adoção de Software Livre e de Código Aberto na AP 
 

A Adoção de Software Aberto (Open Source) na AP, integra uma das medidas de estímulo ao crescimento económico, a referenciada  Medida 21 - Adoção de software aberto nos sistemas de informação do Estado.

Esta medida tem como objetivo a promoção da utilização de software aberto nos sistemas de informação da AP sempre que a maturidade e o custo sejam favoráveis. No âmbito desta medida e em linha com a estratégia da Direção -Geral da Informática da Comissão Europeia para a adoção progressiva de soluções open source, devem ser identificadas as ferramentas que devem ser, desde já, utilizadas pela AP com carácter de recomendação ou obrigatoriedade.

 

 

 

Links relacionados

ePractice
The epractice.eu portal hosts an array of exciting communities which gather members with common interests, offering messaging, blogging, calendar and document sharing tools as well as networking opportunities.
http://www.epractice.eu/

SOFTWARE PÚBLICO INTERNACIONAL
O Software Público Internacional (SPI) é um projeto da Rede Colaborativa de Software Livre América Latina e Caribe - RCSLA [http://rcsla3.dcc.ufmg.br/pnud/projeto.php].
http://spi.softwarepublico.gov.br/

JOIN UP
Join communities to connect with peers and to share interoperability solutions for public administrations.
http://joinup.ec.europa.eu/

Showing 1 - 3 of 11 results.
Artigos por a página 3
de 4